Treinamento em Rondonópolis continua com servidores de Câmaras do sul de Mato Grosso

por pox publicado 12/05/2017 14h50, última modificação 12/05/2017 14h50
Depois da Oficina de Portal Modelo, foi a vez do SAPL

por Letícia Almeida Borges — publicado 11/05/2017 18h33, última modificação 11/05/2017 18h33

Cerca de trinta servidores de 13 Câmaras da região sul do Mato Grosso continuaram reunidos até esta quinta-feira, 11/05, no Instituto Federal do Estado, em Rondonópolis, para receber treinamento dado pelo Programa Interlegis, do Senado Federal. Agora, eles estão concentrados no aprendizado para a utilização do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL). As oficinas vão se encerrar nesta sexta-feira. O objetivo é que a capacitação promovida pelos técnicos dê condições a todos eles para que, ao final, estejam aptos a instalar e utilizar as duas ferramentas.

 Estão presentes servidores das Câmaras de Pedra Preta, Itiquira, Alto Araguaia, Querência, Paranatinga, Juscimeira, Guiratinga, Poxoréu, Alto Taquari, Cotriguaçu, Santo Antonio do Leste, Alto Garças e Ponte Branca.

Os produtos

O Portal Modelo vem pronto para uso e permite que a casa legislativa crie e publique o seu próprio site na internet de forma autônoma e sem a necessidade de contratar serviços especializados. Após o treinamento, os servidores estarão aptos para utilizá-lo.

As Oficinas estão sendo ministradas pelos instrutores JB de Góis Júnior (Portal Modelo) e Adalberto Oliveira (SAPL).

O SAPL facilita a rotina da Casa, pois informatiza o Processo Legislativo. Também sem custos financeiros para a Câmara, entre suas principais funções estão: elaboração de proposições; protocolo e tramitação das matérias legislativas; organização das sessões plenárias; manutenção da base de leis e consultas às informações sobre mesa diretora, comissões, parlamentares, ordem do dia, votações.

O SAPL simplifica a atividade do parlamentar e dos servidores, além de colaborar com a transparência da casa, pois permite que os cidadãos conheçam a produção legislativa dos parlamentares, acompanhem o processo legislativo e façam pesquisa à legislação municipal ou estadual. Com o uso das duas ferramentas, que são disponibilizadas gratuitamente, as casas legislativas colocam-se em conformidade com as leis de Acesso à Informação e de Transparência.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.